Veja aqui o que fazer para evitar os sintomas da má digestão

Por Ana Ligia

É através do aparelho digestivo que conseguimos processar os alimentos e tirar dele os nutrientes necessários para o funcionamento do organismo, como: crescimento, reprodução e locomoção.

Porém, esse aparelho é bastante sensível e acaba sendo sobrecarregado quando ingerimos quantidades excessivas de certos alimentos. Ele se sobrecarrega, causando sensações de aziador no peito, mal estar e vômito quando ingerimos, principalmente, grandes quantidades de alimentos gordurosos ou ricos em açúcar.

Os alimentos muito gordurosos ou açucarados deixam o processo de digestão mais lento. No começo as moléculas de gordura são quebradas com mais dificuldade e os alimentos gordurosos ficam no estômago por um longo tempo, o que prolonga a sensação de saciedade, porém facilita a existência do mal estar. Além de evitar comer tais alimentos, existem outras maneiras de evitar os problemas gástricos. Conheça algumas:

Como evitar sintomas da má digestão

Evitar beber enquanto se alimenta

Ingerir bebidas ao se alimentar é uma forma de deixar a digestão mais lenta. Aqueles que contém gás ou álcool ainda deixam uma sensação de inchaço, azia e estufamento.

Comer sem pressa

O processo digestivo é feito desde o processo de mastigação. Por isso, comer muito rápido é outra forma que acaba gerando problemas digestivos. Além disso, alguns nutrientes são absorvidos de forma mais eficiente quando são ingeridos mais lentamente. O mais indicado é mastigar devagar.

Não se exercitar com a barriga cheia

Quando estamos fazendo algum tipo de atividade física, isso exige o aumento do fluxo sanguíneo nos nossos membros e músculos. Caso você se exercite com a barriga cheia, isso pode levar à carência da circulação do sangue no estômago durante o processo de digestão. Uma consequência disso são sintomas de enjoo, tontura, tremores e alguns outros sintomas mais graves. O mais indicado é esperar aproximadamente duas horas antes de praticar qualquer tipo de atividade física.

 

Fonte: Site Remédio Caseiro